Categorias
Sem categoria

Como aliviar a azia na gravidez

Incômodo é bastante comum durante a gestação

Durante a gestação, o corpo da mulher passa por diversas transformações fisiológicas, entre elas, a elevação do hormônio progesterona, que faz com que o conteúdo do estômago reflua para o esôfago e cause a famosa azia. Este sintoma potencializa-se ainda mais no último trimestre de gestação, quando o útero está maior e começa a comprimir o estômago.

A melhor maneira de driblar a azia durante a gravidez é evitar consumir certos alimentos e bebidas que retardam o esvaziamento gástrico. Sendo assim, o tratamento consiste em retirar da dieta condimentos, molhos picantes, enlatados, alimentos gordurosos, doces, cremes, chocolates, frutas ou sucos cítricos, bebidas gaseificadas, café, chá chimarrão e álcool. O fumo, estresse e ansiedade também agravam o problema.

Outras recomendações, como fracionar a alimentação, diminuir o volume de cada refeição, mastigar corretamente os alimentos, não deitar após as refeições e/ou elevar a cabeceira da cama são igualmente importantes.

 

Aline Ripoll Tedesco – CRN3 5699

Categorias
Sem categoria

E aí, papai: qual desses tipos de pai você é?

É certo que, no dia em que o bebê veio ao mundo, nasceu também uma mãe e um pai que podem ter estilos completamente diferentes, mas, juntos, formam uma dupla incrível e que cuida do pequeno com todo o amor do mundo!

Como estamos no mês dos pais, queremos saber dos papais: qual das características abaixo você mais se identifica? Dica: com certeza você vai ser estar em mais de uma categoria! Não se esqueça de pedir ajuda para a mamãe.

É aquele que, quando está longe, liga a cada cinco minutos para saber como a mamãe e o bebê estão. E ai do filho se chorar de um jeitinho diferente: esse papai já fica desesperado para levar ao pediatra e saber o que pode ser!

Pai brincalhão

Ele faz de tudo para ver a mamãe e o bebê darem risada! Está sempre pensando em uma nova brincadeira, por mais simples que seja, para entreter o pequeno, e adora passar um tempão se divertindo com ele.

Clique aqui

Pai companheiro

Se deixar, esse papai leva o bebê até para o trabalho! Acostumado a segurar o filho no colo, ele gosta de fazer diversas atividades com o pequeno, como ir no supermercado e passear no parque. Também quer estar presente em todos os momentos.

Clique aqui

Pai babão

É aquele que mostra a foto do filho para todo mundo e vive dizendo o quanto ele é lindo! Sente orgulho de cada nova conquista do pequeno e gosta de documentar tudinho.

Clique aqui

Pai trabalho

Ele passa bastante tempo trabalhando, sempre pensando em dar o melhor para seu bebê. E, quando chega em casa, quer aproveitar cada minutinho com ele!

Clique aqui

Papai, lembre-se que, independente do seu jeito, você é e sempre será o maior herói e amor da vida dos seus filhos!

Categorias
Sem categoria

Dr. Colibri Ensina: cuidados com a saúde do bebê durante tempos secos

Conheça as principais orientações para evitar incômodos no inverno!

A falta de chuvas e o tempo mais seco que costumam caracterizar o inverno brasileiro se tornam grandes preocupações de qualquer mãe. Afinal, este clima pode gerar diversas complicações para a saúde dos pequenos. Por isso, eu, Dr. Colibri, estou aqui para ajudar a tratar e prevenir os principais desconfortos que podem aparecer.  Lembre-se: se os sintomas persistirem, busque um pediatra de confiança!

– Soluções fisiológicas e inalação ajudam a aliviar desconfortos respiratórios;

– Para irritações nos olhos, pingue algumas gotas de soro e umidifique a região;

– No caso de alergias na pele, verifique com um médico especialista o melhor produto para o seu bebê;

– Hidratação é essencial: ofereça sempre água e sucos para seus filhos;

– Evite atividades ao ar livre entre 10h e 16h, período em que o ar costuma ficar mais seco;

– Ao limpar a casa, passe pano úmido no chão e nos móveis para não levantar poeira;

– Baldes ou bacias com água ajudam a aumentar a umidade do local – mas coloque-os longe do alcance das crianças;

– Mantenha os ambientes arejados, sem ligar o ar-condicionado.

 

Fontes: Revista Crescer, IG

Categorias
Sem categoria

Entenda como e quando se desenvolvem os sentidos do bebê

Você sabia que os cinco sentidos dos bebês começam a ser desenvolvidos a partir do 7º mês de gestação?

Depois do nascimento, os pequenos recebem e respondem constantemente aos estímulos do ambiente, sendo importante observar qualquer dificuldade, principalmente nos 90 primeiros dias. Para te ajudar a compreender melhor esta fase, eu, Dr. Colibri, selecionei as informações mais importantes sobre o assunto. Confira a seguir:

Visão

Por estar acostumado ao ambiente intra-uterino escuro, o recém-nascido possui o reflexo de fechar os olhos com força contra a luz forte. Apesar desse sistema visual ainda imaturo, ele consegue focar objetos de 20 a 30 centímetros de distância, o suficiente para enxergar e identificar o rosto da mãe na hora da amamentação. Além disso, os olhinhos são atraídos por padrões de preto e branco ou cores contrastantes.

Audição

É o sentido mais aguçado do bebê, sendo que com apenas três dias ele já identifica a voz dos pais. Sons altos e agudos costumam incomodar, enquanto os baixos e rítmicos acalmam o choro. Por isso, prefira caixinhas de música e brinquedos que emitem sons agradáveis para estimular a audição. O som da voz da mãe cantando e conversando também é muito prazeroso para o pequeno.

Olfato e paladar

Ambos os sentidos acompanham os bebês desde o parto. Ao nascerem, eles já demonstram que sabem diferenciar odores afastando-se de perfumes desagradáveis e reconhecendo os familiares, especialmente o da mãe. Já pelo paladar, mesmo que não possuam botões gustativos totalmente maduros, eles conseguem diferenciar o doce do azedo e amargo, preferindo o primeiro.

Tato

Toque suaves e movimentos rítmicos costumam acalmar os pequenos. Isso porque, ainda no útero, eles se acostumaram a serem embalados pelos movimentos da mãe e, após o nascimento, o balanço continua a confortá-los.

Fontes: Revista Crescer, Guia do Bebê

Categorias
Sem categoria

Como escolher o pediatra ideal para o seu filho

A escolha do pediatra é uma das decisões mais importantes na fase da gravidez, pois é ele que vai  aconselhar os pais sobre todas as suas dúvidas, além de fornecer os melhores conselhos e guiá-los após o nascimento do bebê. Por sabermos a importância deste momento, convidamos o ginecologista Luis Fernando para indicar os melhores conselhos na hora da escolha do profissional ideal.

 

Escolhendo o Pediatra ideal:

Pode-se começar por nomes indicados pelo obstetra e por pediatras recomendados por amigos próximos ou familiares. Selecione alguns nomes e certifique-se de que o profissional é habilitado pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

  • O pediatra deve ser um profissional atualizado
  • O seguimento do médico deve ser igual ao que você confia (se gostar da homeopatia o seguimento do pediatra deve andar nesse sentido)
  • Aparência do pediatra e do consultório. Ele trata bem seus pacientes? É atencioso e sabe ouvir? O lugar é limpo, conservado e agradável?
  • Como são seus horários. É disponível para qualquer eventualidade? Atende emergências de madrugada e fins de semana?

Como funcionam as consultas:

As consultas de rotina no primeiro ano de vida normalmente são mensais. O pediatra avalia crescimento e desenvolvimento da criança. Esse é um bom momento para a mamãe verificar se o tratamento prestado pelo profissional está agradando ou não aos pais e ao filho.

Vale lembrar que nem todos pediatras são brincalhões com as crianças. O mais importante é que os pais consigam conversar e esclarecer suas dúvidas com o médico. Mas nada os impede de trocar de pediatra se em qualquer momento a relação de confiança entre pais/criança/médico for quebrada.

O ideal no médico escolhido seria a união da capacidade técnica ao bom relacionamento com os pais e a criança.

LUIS FERNANDO FRANCO PENTEADO

 

MÉDICO GINECOLOGISTA E OBSTETRA

Nº CRM: 71472