Palavrinhas de

mãe para mãe

Blog da Mamãe Colibri

Como reagir ao segundo filho

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on telegram
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
Segundo filho: momento de muitas mudanças e desafios. Eu, Dr. Colibri, quero que ele seja de muitas alegrias e emoções, por isso convidei a minha amiga psicóloga, Camila Perecin, para falar tudo sobre o assunto!

É muito comum que a chegada de uma segunda criança seja acompanhada de um período de ajustamento, que pode ter implicações emocionais tanto para o primogênito quanto para os pais. Esse momento de transição apresenta consequências na interação entre pais e crianças, sobretudo na rotina de cuidados que a mãe destina ao filho, bem como no desenvolvimento cognitivo e socioemocional infantil.

A demonstração de receio e insegurança é normal por parte do irmão mais velho, pois ele era o centro das atenções se vê afastado deste lugar. A sua reação pode ser negativa, regredindo em algumas conquistas, ou em forma de um pedido de atenção, uma vez que imagina que a perdeu.

Assim, durante a gestação, converse com o seu filho sobre o que está acontecendo, para que ele tenha tempo de questionar e aprender a lidar com a situação. Além disso, envolva-o no processo de preparação do nascimento do irmão, como na escolha do nome e nas compras, valorizando sempre a sua opinião. Após o nascimento, deixe-o ajudar a cuidar do bebê, reforce a sua autoestima elogiando-o e, nas manifestações de ciúmes, não o castigue: converse e explique tranquilamente porque há coisas que não se podem fazer. Por fim, todas as alterações e adaptações devem ser realizadas antes da chegada do irmão, para que a criança não sinta que está sendo afastada ou tratada de uma forma diferente pelos familiares.

É fundamental que os pais reservem tempo para o seu primogênito, para que ele também se sinta importante, e não se esqueçam de que ele não só não cresceu de um dia para o outro, como não está preparado para um maior grau de exigência.

Camila Perecin
Psicóloga
CRP: 06/102529

Compartilhe suas experiências nos comentários dos artigos/vídeos e ajude outras mamães que passam pelas mesmas situações que você! #UnidasSomosMaisFortes

Receba nossos conteúdos por e-mail