Palavrinhas de

mãe para mãe

Blog da Mamãe Colibri

Dicas para mães de gêmeos

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on telegram
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Ter um filho já parece difícil. Imagina para as mães de gêmeos? É uma missão mais fácil com as dicas que separei nesse artigo.

 

Seis dicas fundamentais para as mamães de bebês gêmeos

Se você tem ou terá gêmeos, é natural que viva muitas dúvidas e angústias – assim como eu vivi. Por isso, com a bagagem de uma mãe de gêmeas (a Juju e a Helô – @asgemeasdabih), preparei um conteúdo com conselhos e sugestões valiosas. São orientações que vão tornar a rotina com seus bebês um pouco menos cansativa.

Vamos combinar que é um misto de êxtase e ansiedade naquela hora em que, no meio do ultrassom, o médico dá a notícia “são gêmeos, mamãe”. Eu me lembro bem disso, o papai e a mamãe aqui descobriram logo no segundo exame!

Se lidar com as mudanças trazidas pela gravidez já é desafiador, saber que serão dois bebês traz à tona muitas inseguranças.

Se você está vivendo esse momento, saiba que são mais do que normais as muitas dúvidas. “Será que vou dar conta de cuidar dos piticos?”, “E quanto a tudo que é preciso providenciar em dobro: enxoval, fraldas?”

É fato que, se a missão de ser mãe de um pitico já é desafiadora, com gêmeos será mais trabalhoso e cansativo. Mas nada de que você não consiga dar conta.

 

O que fazer nos momentos de choro e quando o sono não vem?

Ver os gêmeos chorando ao mesmo tempo também é uma situação que, a princípio, nos deixa sem saber direito como agir, não é mesmo, mamis? Comece checando se as fraldas dos bebês estão limpas. Se a troca não for necessária, tente amamentar o pitico mais chorão, embalando o outro no bebê conforto.

Para os recém-nascidos, as cólicas são muito incômodas e estão entre os maiores motivos de choro. Compressas térmicas, massagem na barriguinha, manter os bebês de bruços e até mesmo ajudá-los a imitar o movimento de pedalar promovem alívio das dores. Um banho de água morna também fará os gêmeos relaxarem. Mas vale lembrar que os babies terão cólicas em momentos diferentes, nem sempre eles estarão na mesma fase, cada um tem a sua individualidade e o seu tempo – digo por experiência própria.

Por falar em descanso, também tenho alguns conselhos que dão uma ajudinha na hora de seus filhos pegarem no sono. O banho e a amamentação já são bons preparativos. Faça isso num ambiente calmo, com meia luz, recorra a uma música calma e acarinhe muito os pequenos, afinal, eles adoram. Colocar os gêmeos no mesmo berço também funcionou comigo algumas vezes.

 

Anote essas seis dicas de ouro

Com base na minha experiência com as pequenas, trouxe alguns tópicos para te dar uma luz durante a gestação e a criação dos gêmeos. Vamos conferir?

 

1. Acertando no enxoval

Muitas vezes, as gestantes gemelares acabam partindo do princípio de que tudo precisa ser comprado em dose dupla. Mas não é bem assim. Termômetro de banheira, aspirador nasal e alguns itens de higiene, como panos de boca, algodão e hastes flexíveis podem ser compartilhados. O que não é o caso dos bebês confortos, berços e móbiles, por exemplo. Você também vai precisar de um carrinho duplo para gêmeos. As roupas de bebês gêmeos já devem ser levadas separadas para a maternidade e estar ao alcance da mãe, no dia a dia, para facilitar as trocas.

Ah! E não se esqueça de levar em consideração a estação do ano em que seus gêmeos vão nascer.

 

2. Ajuda é fundamental

É comum querer dar conta de tudo, mas, não vai ter jeito, mamãe. Você vai precisar contar com uma rede de apoio. Não tente carregar o mundo nas costas, aceite o auxílio de familiares e amigos mais próximos e, principalmente, envolva o pai das crianças. Ele precisa ser participativo e colaborativo. O papel de atender os gêmeos e cuidar da casa deve ser cumprido e compartilhado entre vocês dois. Dessa forma, tudo se torna menos exaustivo.

 

3. Compartilhe experiências!

E por falar em apoio, ele ficou muito mais fácil, nesses tempos conectados – superando os desafios da pandemia. Nas redes sociais, você vai encontrar grupos de mães de gêmeos nos quais é possível compartilhar suas angústias, conversar com quem vivencia o mesmo processo que você e, claro, compartilhar o desenvolvimento dos pequenos nessa nova realidade.

Informe-se e participe! É importante não se sentir só.

 

4. Nada supera a rotina

Disciplina e organização vão tornar bem mais viável a lida diária com os filhos gêmeos. Não há como abrir mão de uma rotina bem estruturada. É preciso definir e manter os horários para banho, mamada, sono. E tudo isso deve ser feito, na medida do possível, com os dois bebês ao mesmo tempo. Vai parecer difícil, a princípio, mas com o tempo você se acostuma e percebe que é a melhor forma de tornar o dia prático e produtivo. Para não se perder ou esquecer de nada, anote as atividades feitas com cada pequeno e também os horários.

Eu criei uma rotina noturna, para que as pequenas durmam sempre no mesmo horário, e uma diurna – antes delas acordarem. Assim, eu consigo tomar banho, preparar o café da manhã e tenho um tempo só para mim. Vale muito a pena tentar algo parecido!

 

5. Evite o estresse

Esse é um conselho que pode parecer inatingível, para uma mãe de gêmeos e, vai ser, sim, difícil, não ficar estressada. O que é diferente de impossível.  Esquecer um pouco da bagunça da casa é uma boa atitude nesse sentido. Mantenha a limpeza, mas aceite que nem tudo estará do jeito que você gostaria. Afinal, o foco é o cuidado com os bebês. E eles crescem rápido. Não deixe de aproveitar as fases e momentos únicos pelo excesso de preocupação com as tarefas domésticas. Além disso, procure não se irritar com os muitos conselhos que ouve. Filtre o que vale a pena levar em consideração sabendo o que realmente funciona para a sua família.

 

6. Cuida de você

Com filhos pequenos, fica fácil a gente se abandonar, mas, sem saúde mental, não há quem dê conta da maternidade. Encontre formas de ter momentos só seus. Faz toda a diferença tirar um tempo para o banho demorado, uma leitura ou um filme e para simplesmente descansar ou dormir. Breves saídas para caminhar ou conversar um pouco com os amigos são outras medidas que fazem super bem.

É importante lembrar que você não precisa retomar aquela rotina saudável, com exercícios e uma boa alimentação, urgentemente, tá? Eu, por exemplo, só consegui me readaptar aos poucos, depois que a Juju e a Helô completaram 6 meses. Ou seja, não se cobre tanto!

 

Ufa! Com tantos macetes, vai ser mais fácil a criação dos bebês gêmeos, não é mesmo, mamãe? Lembre-se: você passará por momentos difíceis e cansativos, isso é inevitável – afinal, cuidar de um já não é fácil, de dois é mais trabalhoso ainda. Por isso, conte com essas dicas, recolha experiências de mães que já passaram por essa situação e tenha sempre por perto uma forte rede de apoio. Garanto que essas são as melhores saídas. Palavra de especialista!

Sempre que precisar de mais dicas ou informações, você já sabe que encontra tudo isso e muito mais no Blog da Mamãe Colibri.

Compartilhe suas experiências nos comentários dos artigos/vídeos e ajude outras mamães que passam pelas mesmas situações que você! #UnidasSomosMaisFortes

Receba nossos conteúdos por e-mail