Moleira do bebê

Dicas

14/01/2020

Quais são os cuidados e com que se preocupar?

Saiba quais são as funções da moleira do bebê e quais os cuidados você deve tomar antes que ela se feche.

Pode pegar, mas cuidado com a cabecinha dele! Não esfrega tanto o shampoo, cuidado com a moleira! Você provavelmente já falou essas frases para as pessoas, “só um pouquinho” preocupada com a moleira do bebê, não é mamãe? Não se preocupe, eu te entendo muito bem, porque também passei por isso.

Aí pensei em fazer essa matéria pra você entender tudinho sobre a moleira e, claro, te tranquilizar!

O que é a moleira do bebê?

Não, ela não existe por acaso, nem só porque o corpinho do nosso filho está em formação. Até nome científico ela tem, acredita?! Chama fontanela.

A moleira do bebê nada mais é que um espaço entre os ossinhos da cabeça, que serve para o cérebro poder crescer. Além disso, ela também facilita que a cabeça do pequenininho se molde na hora do parto, facilitando a saída pelo canal vaginal. Tudo muito bem pensado pela natureza, né? Ser mãe é mágico!

Na verdade, nossos pinguinhos de gente têm duas moleiras, uma bem no alto do crânio, que começa a se fechar após os nove meses de idade, e outra um pouquinho acima da nuca, que já nasce fechada ou se fecha até os três meses.

Ai meu Deus, devo me preocupar?

Sim e não. O que quero dizer, mamãe, é que a gente precisa, sim, tomar alguns cuidados com a moleira do bebê, mas também não precisa surtar. Acredite, sei o quanto é difícil!

Mas vem comigo que eu vou te contar tudo:

 Cuidado na hora do banho

Nos primeiros meses, a gente tem que lavar o cabelinho com o máximo de delicadeza, não esfregar, mas passar a mão bem de levinho mesmo. Segure a cabecinha do bebê com uma mão e com a outra faça uma concha para encher de água. Aí, acaricie a cabeça do príncipe ou princesinha com cuidado.

Evite acessórios que apertem

Faixas e tiaras não são muito indicadas nessa fase. Principalmente as meninas, nós queremos enfeitar tudinho né? Mas tenha paciência que essa hora vai chegar!

Atente-se aos sinais

Se a cabecinha está normal, maravilha, tá tudo certo! Mas se ela estiver afundada, é sinal de que o bebê está desidratado. Agora, se ela estiver com um formato anormal e o pequeno estiver com febre e vômito, desconfie de meningite e leve ao pediatra.

Ah, lembrei de outra coisa: você já sentiu a pulsação na cabeça do bebê? É normal, não se preocupe! É só a pressão arterial no cérebro. Isso pode acontecer principalmente após um longo choro.

Também é motivo de preocupação quando a moleira do bebê se fecha antes dos 6 meses ou muito depois do tempo esperado.

O importante mesmo, mamãe, é a gente levar sempre o pititico ao pediatra pra ele ficar de olho. Assim, você pode ficar tranquila!

Respirou fundo? Então bora cuidar dos nossos bebês!



COMPARTILHE

Facebook Twitter Mail

COMENTE


« Voltar

Você também vai gostar de ler:

Pular para a barra de ferramentas