Palavrinhas de

mãe para mãe

Blog da Mamãe Colibri

Transição do berço para a caminha

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on telegram
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Você quer fazer a transição do bebê do berço para a cama e não sabe se é a hora certa? Confira as nossas dicas para realizar essa etapa com carinho e respeito!

Saiba como fazer a transição do berço para a cama, sem traumas!

O momento de o bebê passar do berço para a caminha é desafiador. Mas essa transição pode ser benéfica para os papais e as mamães, além de ser mais uma conquista para os pequenos.

A transição do bebê do berço para a caminha pode parecer um bicho de sete cabeças. Mas existem diversas formas de cumprir essa etapa, sem que a troca resulte em traumas e prejudique o desenvolvimento do seu baby.

Nesse artigo, vou falar sobre como esse é um processo natural. Aos poucos, o pequeno vai crescendo e precisa dessa independência. E não existe idade certa para começar essa transição. Por isso, é importante ficar de olho nos sinais e conhecer seu filho ou sua filha.

Confira algumas dicas de como fazer isso e incentivar o bebê a cumprir uma nova etapa. Assim, ele vai se sentir seguro e viver essa experiência da melhor forma possível. E você também terá mais tranquilidade e autoconfiança para enfrentar o desafio.

Está na hora de o bebê ir para a caminha?

É preciso ressaltar que não existe um tempo certo ou a idade ideal para realizar esse processo. Alguns especialistas sugerem lá pelos dois anos, quando os bebês começam a ter mais autonomia. Outros já não aconselham a troca do berço para a caminha antes dos três anos, porque eles podem ainda não estar prontos.

Uma boa dica é usar como parâmetro a questão do espaço, quando o baby não cabe mais no berço. Ou a segurança, ao observar que a linha dos mamilos está acima da grade e, portanto, é necessária a troca para evitar quedas. Outro indicativo é quando se percebe que o espírito de aventura tomou conta do seu pequeno e ele passa a escalar o gradil para fugir. Fique de olho!

Entretanto, respeitar o tempo de cada criança é fundamental. É muito comum os pais se anteciparem e o bebê não aceitar essa mudança. Daí não há escapatória. Vai ter muito choro e saídas da caminha para o quarto da mamãe, na tentativa de voltar ao que era antes…

E que tal começar a transição baixando a grade do berço? Existem kits que podem ser usados para garantir proteção e conforto nessa primeira etapa.

Invista em preparar seu bebê

Dito isso, se você tem certeza de que é a hora de o bebê deixar o berço, antes de mais nada, tenha uma boa conversa. Explique com carinho que isso vai acontecer e será uma coisa bem legal.

Faça o pequeno dar “tchau” para o antigo local do soninho e apresente o desafio como algo divertido, gostoso. Assim, ele se sentirá seguro e sem medo, porque vai mudar, mas para melhor!

Todo esse diálogo ajuda na elaboração do deixar algo para trás. Especialistas afirmam que é um aprendizado para toda a vida, na hora de enfrentar outros momentos de perda.

Também diga à criança que ela já não é mais um bebê. Valorize o seu crescimento e incentive esse desenvolvimento. E lembre-se: filhos têm anteninhas que captam tudo. Se você tem dificuldade em aceitar que já não tem mais um bebê, ele vai perceber e terá dificuldade em lidar com isso. Trabalhe seu coraçãozinho, hein?!

Dicas para um processo sem traumas

Existem diversas formas de fazer a transição do berço para a caminha de forma segura e até mesmo divertida. Vamos a elas!

 

Seu bebê pode participar!

Faça seu pequeno participar desse processo. Combine quando isso vai ocorrer, deixe ele escolher o modelinho da cama, dos lençóis, da colcha e das luminárias. Ele vai se sentir parte da mudança. Outra boa dica é ajudá-lo a escolher o brinquedinho que vai para a cama com ele, como um parceiro nessa nova aventura.

 

Uma verdadeira festa!

Coloque balões no quarto, faça um bolinho para toda a família, separe um pijama novo. Esse deve ser um momento de muita alegria e felicidade!

 

Persistência

É muito importante colocar a criança para dormir somente quando ela estiver com sono. Caso não seja a hora de fazer a “naninha”, vai ser mais fácil dar aquela escapada. Até meia hora mais tarde pode fazer diferença, sabia?

E não esqueça de criar uma rotina. Um banho seguido de uma historinha pode ser uma boa opção. Daí, é só dar o beijinho de boa noite, desligar ou suavizar a luz e sair.

Mas esteja preparada para repetir isso mil vezes, porque seu filho vai levantar e procurar você. Pegue no colo ou pela mãozinha e coloque de volta na cama. Nessa hora, também é comum a criança querer brincar, tomar água. Tudo para atrasar o sono. Sente-se ao lado do pequeno e espere ele dormir. Tenha muita paciência, transmita amor e carinho.

 

Segurança

Faça com que o quarto do baby seja um local seguro, bem como evite que ele tenha acesso a objetos perigosos ou que possam causar acidentes. Proteja as janelas e tomadas, tranque gavetas onde possam estar facas e remédios. Sem falar que há chances de ele utilizar prateleiras de móveis como escada.

 

O que não fazer na transição do berço para a caminha
Agora é hora de falarmos sobre o que não fazer na hora da transição do berço para a caminha. Antes de mais nada, evite perder a cabeça, gritar ou xingar. Se for preciso ser firme, faça isso de maneira gentil.

  • Nada de abandonar o pequeno: Não esqueça que esse momento é delicado e seu bebê pode se sentir inseguro. Fique por perto e o deixe perceber isso. Você pode querer aproveitar para arrumar a casa, colocar algo em dia, ou mesmo descansar, mas é preciso ter paciência.
  • Trancar a criança? De jeito nenhum: O pequeno pode ficar assustado e todo o esforço feito até esse momento vai por água abaixo.
  • Não desista: Já falamos em paciência? Pois é. Você vai cansar, ficar com sono e irritada. Apesar das dificuldades, não desista. Como tudo na vida, isso passa. Voltar atrás pode representar dificuldades para as crianças em enfrentar mudanças no futuro.

Espero que após a leitura do artigo você, mamãe, esteja encorajada para encarar a transição do berço para a cama, de forma tranquila e positiva.

Além disso, você ainda pode contar com os Kits Berço da Colibri, que foram desenvolvidos para acompanhar o crescimento da criança – já que seus itens podem virar delicados objetos de decoração em caminhas.

Confira mais dicas legais como essas no nosso blog! Até mais!

Compartilhe suas experiências nos comentários dos artigos/vídeos e ajude outras mamães que passam pelas mesmas situações que você! #UnidasSomosMaisFortes

Receba nossos conteúdos por e-mail